08 OUTUBRO 2020

MUSEU DO ORIENTE

LISBOA

08H45-18H15

 

APRESENTAÇÃO


À semelhança de anos anteriores, a Conferência Anual da CMVM reúne peritos nacionais e internacionais, responsáveis políticos e representantes da indústria, pretendendo contribuir para uma reflexão profunda quanto às melhores estratégias e políticas públicas para enfrentarmos esta crise de dimensões históricas e dotarmos as nossas economias de um sistema financeiro robusto, sustentável e capaz de responder às exigências que enfrentamos com um contributo forte do mercado de capitais.

 

 

INVESTIR NA RETOMA: O PAPEL DO MERCADO DE CAPITAIS

Museu do Oriente - Lisboa - 8 de outubro

 

PROGRAMA


8:00 | 8:45

Registo

 

8:45 | 9:20

Sessão de abertura

Gabriela Figueiredo Dias, Presidente do Conselho de Administração da CMVM – Comissão do Mercado de Valores Mobiliários

João Nuno Mendes, Secretário de Estado das Finanças

 

9:20 | 09:45

Orador Principal: “Desafios para os investidores e para a indústria de fundos de investimento na Europa”

Tanguy van de Werve, Diretor Geral da EFAMA - European Fund and Asset Management Association

Discurso (em inglês)

 

9:45 | 11:00

Proteção do investidor e o valor da confiança
(Sessão em português, com tradução simultânea para inglês na sala)

Mesa Redonda

Moderador: Helena Garrido, jornalista na área de economia e finanças

  • João Pratas, Presidente da APFIPP – Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios e Administrador do Caixabank Asset Management Luxembourg
  • Madalena Torres, Presidente Executiva do Banco Best
  • Nuno Brito Jorge, Cofundador da GoParity
  • Pedro Castro e Almeida, Presidente Executivo do Santander Totta
  • Vinay Pranjivan, Consultor da DECO e membro do Stakeholders Group da EBA

 

11:00 | 11:30

Pausa para café

 

11:30 | 12:00

"Choque de ideias": O papel do mercado de capitais na retoma
(Sessão em português, com tradução simultânea para inglês na sala)

Moderador: Rui Alves Veloso, RTP

  • Fernando Alexandre, Professor Associado com Agregação da Universidade do Minho
  • Ricardo Paes Mamede, Professor Associado e Subdiretor do Departamento de Economia Política do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa

 

12:00 | 13:15

Tendências de investimento sustentável e responsabilidade empresarial

Moderador: Rita Oliveira Pinto, Assessora do Conselho de Administração da CMVM

Conversa principal
(Sessão em inglês, com tradução simultânea para português na sala)

  • Josina Kamerling, Diretora de regulação para a Europa, Médio Oriente e Norte de África (EMEA) no CFA Institute
  • Pedro Matos, Diretor académico do Richard A. Mayo Center for Asset Management, da Darden School of Business da Universidade da Virgínia

Mesa Redonda
(Sessão em português, com tradução simultânea para inglês na sala)

  • Fernando Faria de Oliveira, Presidente da APB – Associação Portuguesa de Bancos
  • Isabel Ucha, Presidente Executiva da Euronext Lisbon
  • João Castello Branco, Presidente da Comissão Executiva da Semapa

 

13:15 | 14:15

Almoço livre

 

14:15 | 15:40

Estabilidade financeira e os mercados de capitais
(Sessão em inglês, com tradução simultânea para português na sala)

Orador Principal: "Estabilidade financeira – a perspetiva do setor financeiro não bancário"

  • Robert Ophèle, Chairman da AMF - Autorité des Marchés Financiers
    [intervenção gravada]

Mesa Redonda

Moderador: Rui Peres Jorge, Diretor do Gabinete de Análise Estratégica e Comunicação da CMVM

  • Luís Laginha de Sousa, Administrador do Banco de Portugal
  • Luís Silva Morais, Professor Associado na FDUL - Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa
  • Neil Acres, Diretor geral de assuntos regulatórios e públicos da Moody’s Corporation
  • Tanguy van de Werve, Diretor Geral da EFAMA - European Fund and Asset Management Association

 

15:40 | 15:50

Prémio José Luís Sapateiro

 

15:50 | 16:15

Pausa para café

 

16:15 | 18:15

O financiamento da retoma
(Sessão em inglês, com tradução simultânea para português na sala)

Orador Principal: O financiamento da economia portuguesa

  • Pedro Siza Vieira, Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital
    [intervenção gravada]

Orador Principal: Os planos da Comissão para a União do Mercado de Capitais

  • Ugo Bassi, Diretor de Mercados Financeiros FISMA - Direção-Geral da Estabilidade Financeira, dos Serviços Financeiros e da União dos Mercados de Capitais, da Comissão Europeia

Mesa Redonda

Moderador: Cristina Sofia Dias, Parliamentary Research Administrator at the European Parliament

  • Gabriela Figueiredo Dias, Presidente do Conselho de Administração da CMVM
  • Stéphane Boujnah, CEO e Presidente do Conselho de Administração da Euronext
  • Steven Maijoor, Presidente da ESMA - Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados
  • Ugo Bassi, Diretor de Estabilidade Financeira da Direção-Geral da Estabilidade Financeira, dos Serviços Financeiros e da União dos Mercados de Capitais (FISMA), da Comissão Europeia

 

 

Oradores


 

Presidente do Conselho de Administração da CMVM desde 2016, é mestre em Direito pela Universidade de Coimbra e docente da mesma faculdade.

Desempenhou durante mais de duas décadas funções de jurista e consultora no setor privado.

Em 2007 integrou os quadros da CMVM como assessora de assuntos internacionais e política regulatória, passando mais tarde a assumir funções de direção e, em 2015, a vice-presidência da instituição.

 

é Secretário de Estado das Finanças desde 15 de junho de 2020. Licenciado em Gestão pelo ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão), onde foi assistente na área da gestão, iniciou a atividade profissional na área de auditoria na empresa Arthur Andersen, onde esteve de 1994 a 1996.

Foi assessor económico do gabinete do Primeiro Ministro do XIII Governo Constitucional, entre 1996 e 1999, e Secretário de Estado do Planeamento entre 1999 e 2002, no XIV Governo da República, assumindo responsabilidades no domínio do terceiro quadro comunitário de apoio.

Entre 2002 e 2007 desempenhou funções de administrador com pelouro da área financeira em unidades de negócio do Grupo Amorim, designadamente na Amorim Imobiliária e na Amorim Turismo.

Foi diretor de áreas de desenvolvimento e atividades internacionais da Galp Energia, de 2007 a 2016, e desempenhou funções como Presidente do Conselho de Administração do Grupo Águas de Portugal entre 2016 e 2019. Desde maio de 2020 liderou as negociações da Ajuda de Estado ao Grupo TAP.

 

é diretor-geral da EFAMA (European Fund and Asset Management Association). Antes liderou o escritório de Bruxelas da AFME (Association of Financial Markets in Europe) e foi diretor da Leaseurope (European leasing industry) e da Eurofinas (European consumer credit industry).

Foi também responsável pelo Departamento de Mercados Financeiros e Supervisão Bancária da EBF (European Banking Federation) e ocupou diversos outros cargos na indústria de serviços financeiros

 

Presidente da APFIPP (Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Património), é administrador do Caixabank Asset Management Luxembourg, assumindo ainda outros papéis de relevância na indústria.

Foi Presidente da Comissão Consultiva dos Fundos de Investimento Mobiliário da APFIPP, entre 2006 e 2017, e membro da Direção da EFAMA (European Fund and Asset Management Association), em representação da APFIPP, entre 2009 e 2017.

 

Licenciada em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa, é Presidente Executiva do Banco Best desde finais de 2017.Tem no seu percurso profissional uma enorme experiência na área financeira, com passagem pelo BPA, BNU, Companhia de Seguros Império, Grupo Champalimaud, Santander e, após 2005, Banco Espírito Santo (posteriormente Novo Banco).

Foi ainda administradora do ICEP e do IAPMEI e conhece bem o setor do turismo, tendo exercido funções de vice-presidente do Instituto do Turismo de Portugal. Foi agraciada com a comenda da Ordem do Infante D. Henrique pelo Presidente da República Jorge Sampaio, pelo seu trabalho na promoção de Portugal no âmbito do Euro 2004.

 

é engenheiro ambiental e entusiasta da inovação e sustentabilidade. Foi consultor em política energética e ambiental no Parlamento Europeu, de inovação e financiamento em Espanha, e geriu projetos de energia renovável em Portugal.

É CEO e cofundador da GoParity, plataforma de crowdlending para projetos de sustentabilidade com mais de 7000 utilizadores, que financiou mais de dois milhões de euros em projetos alinhados com os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU.

Nuno Brito Jorge é também cofundador e Presidente do Conselho de Administração da Coopérnico, a primeira cooperativa de energias renováveis de Portugal, e membro da Direção da ANJE (Associação Nacional de Jovens Empresários).

 

Licenciado em gestão de empresas pelo ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão), frequentou várias escolas de negócios na Europa e nos Estados Unidos, como o INSEAD, Harvard Business School e Stanford University.

Atualmente é Presidente Executivo do Santander Portugal, depois de um percurso profissional que passou pela presidência do Santander Totta Seguros e pela Arthur Andersen.

 

é economista e especialista em defesa do consumidor de serviços financeiros.

É assessor na DECO (Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor), onde presta consultoria na avaliação de legislação e iniciativas políticas com impacto nos utilizadores de serviços financeiros, a nível nacional e da União Europeia.

É membro do Banking Stakeholders Group da EBA (Autoridade Bancária Europeia) e do grupo de peritos FSUG - Financial Services User Group, criado pela Comissão Europeia com o objetivo de envolver os utilizadores de serviços financeiros na elaboração das suas políticas.

 

é atualmente diretora de regulação no CFA Institute para a região Europa, Médio Oriente e Norte de África (EMEA), sendo responsável pelo apoio ao desenvolvimento de políticas, nomeadamente na antecipação de impactos dos esforços de sensibilização e na promoção da integridade do mercado de capitais e assuntos relacionados com a proteção do investidor.

Antes de ingressar no CFA Institute foi conselheira especialista em serviços financeiros no Parlamento Europeu, durante seis anos, e esteve na banca durante 15 anos, nomeadamente como senior banker na divisão de clientes globais do ING e antes como responsável de vendas na divisão de mercados financeiros do grupo ING. Josina Kamerling tem um Bacharelato (com distinção) em Direito e Línguas Modernas, pela Universidade de Cambridge.

 

é diretor académico do Richard A. Mayo Center for Asset Management da Darden School of Business, da Universidade da Virgínia, detém a cátedra John G. Macfarlane Family em Administração de Empresas e é professor de Administração de Empresas (Finanças).

A sua investigação foca-se na crescente importância dos investidores institucionais nos mercados financeiros. Tem trabalho publicado nas principais revistas académicas e na imprensa especializada na área da economia. Pedro Matos é investigador associado do ECGI (European Corporate Governance Institute) e faz parte do comité académico consultivo do PRI (Principles for Responsible Investment).

O seu trabalho recebido múltiplas bolsas de investigação e prémios. É licenciado em Economia pela Universidade Nova de Lisboa e é doutorado em Finanças pelo INSEAD. Antes do doutoramento trabalhou para o IGCP e foi consultor do Banco Mundial.

 

é Presidente Executiva da Euronext Lisbon. Licenciada em Economia pela Universidade Católica, tem um mestrado em Economia pela Universidade Nova de Lisboa e um Master Degree in Finance pela London Business School.

A nível profissional dirigiu o Núcleo de Emissões e Mercados da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública - IGCP, E.P.E., foi sócia de uma empresa de consultadoria durante cerca de sete anos, desempenhou funções na CMVM e exerceu o cargo de assessora do Primeiro Ministro para os Assuntos Económicos durante quatro anos.

Simultaneamente tem acumulado funções docentes na Universidade Católica lecionando vários programas de Economia e Finanças (Economics, Corporate Finance, Economics of Finance, Economics of Regulation, European Economics, Portuguese Economy, Corporate Governance).

 

é Presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), cargo que ocupa desde 2012, membro do board da Federação Bancária Europeia e do Conselho Consultivo do Banco de Portugal. Desempenhou anteriormente funções como Presidente do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos (2008-2013) e foi administrador de várias empresas (executivo: Siderurgia Nacional, IPE, Hospitais Privados de Portugal; não executivo: CELBI, TAP, EDP e outras).

Foi Ministro do Comércio e Turismo (1990-1995), Secretário de Estado da Exportação (1980-1983), Secretário de Estado adjunto do vice-Primeiro Ministro (1985), Secretário de Estado Adjunto e das Finanças (1989-1990) e Secretário de Estado das Finanças e do Tesouro (1988-1989).

Foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante e distinguido com condecorações de Espanha, Itália, Japão, Brasil, Chile e Marrocos. Foi vice-Presidente do PSD (1995-96)

 

é, desde julho de 2015, Presidente da Comissão Executiva da Semapa, sendo simultaneamente Presidente do Conselho de Administração da The Navigator Company e da Secil – Companhia Geral de Cal e Cimento, cargo que ocupa desde outubro de 2018.

Até julho de 2015 foi sócio-diretor da McKinsey & Company – Escritório Ibéria, onde ingressou em 1991, e desenvolveu a sua atividade num número variado de indústrias em Portugal, Espanha, Europa e América Latina.

Liderou igualmente vários trabalhos sobre competitividade, produtividade e inovação, em Portugal e em Espanha. Previamente trabalhou no centro de desenvolvimento de motores da Renault, em França.

Em 2017 foi designado vogal do Conselho Geral da AEM (Associação de Empresas Emitentes de Valores Cotados em Mercado) e pertence ao Conselho Diretivo do Forum para a Competitividade.

 

Formado pela ESSEC Business School, integrou o Banco de França em 1981, onde fez a maior parte da carreira profissional na supervisão bancária, no desenvolvimento e implementação de política monetária e na gestão financeira do banco.

Após ter estado destacado no Banco da Reserva Federal de Nova Iorque assumiu o cargo de diretor do Controlo de Gestão e do Orçamento e foi depois nomeado diretor adjunto de Economia e Relações Internacionais, antes de ser promovido a diretor geral de Operações.

Desempenhou funções de segundo governador adjunto do Banco de França entre janeiro de 2012 e julho de 2017, durante o qual se tornou membro do Conselho de Supervisão do Banco Central Europeu.

A 1 de agosto de 2017 foi nomeado presidente da AMF (Autorité des Marchés Financiers).

 

administrador do Banco de Portugal, é licenciado em Economia pela Universidade Católica Portuguesa, onde completou o MBA, tendo também frequentado o Corporate Finance Programme da London Business School.

Anteriormente exerceu funções de gestão em várias empresas portuguesas e multinacionais e foi, entre outros, diretor-adjunto do ICEP (Investimentos, Comércio e Turismo de Portugal), administrador executivo da Caixaweb SGPS e de várias sociedades do grupo Caixa Geral de Depósitos, Chief Operating Officer da Euronext Lisbon, S. A., Presidente da Euronext Lisbon, S. A. e da Interbolsa, S. A., administrador de várias sociedades do grupo Euronext em vários países europeus, tendo sido igualmente membro do Management Committee da NYSE Euronext.

Desempenhou ainda as funções de senior advisor na STJ Advisors LLP. De 1995 a 2017 foi docente na Universidade Católica Portuguesa.

 

é Professor Doutor em Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, onde leciona matérias como Direito da União Europeia, da Concorrência, Regulação Económica e Regulação Financeira.

É fundador e Presidente do CIRSF (Centro de Investigação em Regulação e Supervisão do Sector Financeiro), em parceria científica com as autoridades nacionais de supervisão financeira, e vice-Presidente do Appeal Panel (Câmara de Recurso) do Single Resolution Board. É sócio fundador da Luís Silva Morais/Sérgio Gonçalves do Cabo & Associados, SP, RL. Publica regularmente em matérias de regulação financeira, direito europeu e direito da concorrência, sendo as suas publicações mais recentes em matérias de resolução bancária, união bancária europeia e arquitetura europeia de supervisão financeira

 

é diretor geral e líder global de assuntos regulatórios na Moody’s. A partir de Londres gere uma equipa responsável por identificar, analisar e participar no desenvolvimento de políticas regulatórias para a Moody’s Investors Service. Antes foi analista no Grupo de Financiamento Estruturado.

Neil é membro do conselho executivo do Grupo Internacional de Estratégia Regulatória, diretor da Moody’s Investors Service Limited e membro do Conselho Consultivo e do Conselho de Supervisão da Moody’s Alemanha e da Moody’s França, respetivamente.

Antes da Moody’s trabalhou como consultor legal para o Financial Services Board, na África do Sul, e como assessor jurídico no departamento de Bancos e no Conselho Geral do Banco da Reserva da África do Sul.

Reconhecendo a importância de promover uma boa saúde mental no local de trabalho, Neil é atualmente um patrocinador executivo ativo do Moody’s Mental Health Employee Resource Group. Em termos académicos detém, entre outros, os graus de BCom (Law), LLB (cum laude) e LLM (cum laude).

 

Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, é licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Enquanto advogado foi sócio da Morais Leitão, J. Galvão Teles e Associados, Sociedade de Advogados e da Linklaters LLP, tendo sido managing partner do escritório de Lisboa desta sociedade entre 2006 e 2016. Integrou as listas de árbitros do Centro de Arbitragem Comercial da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, do Instituto de Arbitragem Comercial da Associação Comercial do Porto, da Concórdia, do Centro de Mediação e Arbitragem da Câmara de Comércio Portuguesa no Brasil e do CREL.

Foi membro da Direção da Associação das Sociedades de Advogados de Portugal e Presidente da Associação Portuguesa de Arbitragem.

Integrou vários grupos de trabalho responsáveis pela elaboração de anteprojetos legislativos, entre os quais os que estiveram na origem do Regime Jurídico da Urbanização e Edificação, do Regime da Responsabilidade Civil do Estado e demais pessoas coletivas públicas e da Lei de Arbitragem Voluntária.

Foi membro do Conselho Superior dos Tribunais Administrativos e Fiscais e vogal da Comissão Executiva da Estrutura de Missão para a Capitalização de Empresas.

Foi Ministro Adjunto e da Economia no XXI Governo Constitucional desde 2018.

 

é diretor de Mercados Financeiros na FISMA (Direção-Geral da Estabilidade Financeira, dos Serviços Financeiros e da União dos Mercados de Capitais), da Comissão Europeia, desde 2012.

Advogado de profissão, Ugo Bassi trabalhou como ‘referendário’ no Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias de 1990 a 1997.

Nos últimos anos ocupou vários cargos de gestão na Comissão Europeia e foi responsável por várias medidas pós-crise na área dos serviços e mercados financeiros como pós-negociação, valores mobiliários, gestão de ativos, auditoria, contabilidade e agências de notação de crédito.

Lançou também o projeto da União do Mercado de Capitais (UMC), incluindo a componente de sustentabilidade financeira.

Representa a Comissão Europeia em fora de alto nível e eventos a nível mundial, contribuindo ainda para estratégias do Brexit.

 

é Presidente da ESMA (Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados) desde 2011.

Antes foi managing director da AFM, regulador holandês dos mercados financeiros, onde foi responsável pela supervisão do mercado de capitais.

Ocupou diversos cargos internacionais, incluindo a presidência do IFIAR (Fórum Internacional de Reguladores de Auditoria Independente).

Antes de ingressar no na área da regulação foi reitor da Faculdade de Negócios e Economia da Universidade de Maastricht.

 

é CEO e Presidente do Conselho de Administração da Euronext. Antes liderou o Santander Global Banking and Markets para a Europa continental. Entre 2005 e 2010 foi diretor geral do Deutsche Bank responsável pelo desenvolvimento das operações de banca de investimento em França.

Fundou a KM5 Capital, uma empresa de consultoria especializada em levantamento de capital e aconselhamento em fusões e aquisições para fundos de capital de risco e empresas tecnológicas inovadoras.

De 2000 a 2002 foi diretor da equipa de Fusões e Aquisições do Credit Suisse First Boston Technology Group, em Palo Alto e em Londres. Entre 1997 e 1999, Stéphane Boujnah desempenhou o cargo de consultor sénior do ministro francês da Economia e Indústria, Dominique Strauss-Kahn.

Começou a carreira em 1991 como advogado empresarial, em Freshfields. Formou-se pelo the Institut d'Etudes Politiques de Paris. Tem um mestrado e um diploma de estudos avançados (DEA) em Direito, pela Sorbonne Paris, um mestrado em Direito Internacional (LLM) pela Universidade de Kent e um MBA pelo INSEAD.

Stéphane Boujnah foi membro da Commission pour la Liberation de la Croissance Française, criada pelo Presidente francês Nicolas Sarkozy em 2007. É fundador e vice-presidente do think tank En Temps Réel e presidente do Conselho de Administração da Accentus e da Insula Orchestra.

 

Editor de Economia da RTP, é jornalista do canal público desde 1996 e responsável pelo programa especializado em economia e finanças “Tudo é Economia”, o qual, semanalmente, entrevista uma personalidade nacional sobre os principais temas da atualidade económica e junta, para um “Choque de Ideias”, dois economistas com abordagens distintas à economia.

É licenciado em Ciências da Comunicação pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa.

 

é doutorado em Economia pelo Birkbeck College, da Universidade de Londres, professor associado com Agregação da Universidade do Minho, onde exerceu funções de pró-Reitor, Presidente da Escola de Economia e Gestão e diretor do Departamento de Economia.

É consultor da Fundação Francisco Manuel dos Santos e foi Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Administração Interna no XIX Governo Constitucional.

É coautor de seis livros e de vários artigos publicados em revistas científicas internacionais sobre a economia portuguesa, política económica e mercados financeiros e consultor de entidades pública e privadas, incluindo o Governo português e a Comissão Europeia.

É membro do painel do programa Tudo é Economia da RTP3 e colunista do Observador.

 

é doutorado em Economia pela Universidade Bocconi (Itália), mestre em Economia e Gestão de Ciência e Tecnologia pelo ISEG/UTL (Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa) e licenciado em Economia pela mesma instituição.

É professor Associado do Departamento de Economia Política do ISCTE (Instituto Universitário de Lisboa), onde leciona desde 1999 nas áreas da Economia Política e da Política Económica.

Entre 2008 e 2014 foi coordenador do Núcleo de Estudos e Avaliação do Observatório do QREN e, entre 2007 e 2008, diretor de Serviços de Análise Económica e Previsão do Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia e da Inovação.

É membro do Dinâmia'CET (Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território) e do painel Tudo é Economia da RTP3.

 

 

 

Contactos para Conferência anual:

Quaisquer dúvidas ou sugestões por favor contacte-nos:

 

Luísa Ferreira, Gabinete de Análise Estratégica e Comunicação: 211 129 605; luisaferreira@cmvm.pt

Cláudia Ribeiro, Gabinete de Análise Estratégica e Comunicação: 213 177 120; claudiaribeiro@cmvm.pt